Piedade / SP - Como Chegar
  • Português do Brasil
  • English
SIGA-NOS

Final de ano!

Aqui no Ronco o final de ano é sempre um momento especial: pensar no cardápio, ficar ansioso pelos hóspedes novos e por aqueles queridos que sempre nos escolhem para comemorar essa data de virada! E como o ano se renova, nós também temos renovado a pousada. Já viram as novidades?

Nova banheira da suíte 3

A nossa suíte 3 já era linda, com um jardim de inverno inesquecível. Só faltava mesmo uma banheira. Pronto, não falta mais!

Quase todas as suítes do Ronco estão com novos detalhes de decoração. Convidamos você a olhar as fotos no site antes de correr para cá. Apesar das mudanças, não perdemos esse estilo charmoso de ficar perto da natureza, no aconchego e na desconexão que proporcionamos.

Quase todas as suítes do Ronco estão com novos detalhes de decoração. Convidamos você a olhar as fotos no site antes de correr para cá. Apesar das mudanças, não perdemos esse estilo charmoso de ficar perto da natureza, no aconchego e na desconexão que proporcionamos.

E as novas sobremesas do Ronco! Ainda estamos fazendo surpresa, pra que todos venham conhecer essas delícias. Mas logo mais colocamos umas fotos aqui no site. Por enquanto, deem uma conferida no cardápio:

Folhado de cocada de forno
(com melado de cana cítrico e sorvete artesanal de limão rosa)

Torta de ricota cremosa de búfala 

(acompanha doces cítricos da estação)

Casal perfeito 

(a combinação tão adorada de bolo e calda quente de chocolate com sorvete artesanal de baunilha)

Tarte Tatin com sorvete artesanal de leite

Passeio na fazenda: degustação de 3 doces caipiras
(um bocadinho de doce de abóbora, um mini rocambole Romeu e Julieta e pudinzinho de leite)

Benzição em Piedade

Ao rodarmos o Brasil mais profundo, em quase todas as pequenas cidades – e mesmo nas grandes – encontramos histórias de benzedeiras que curaram e ainda curam muitas pessoas.

A história da “benzição” nos revela um país de pessoas que conhecem de longa data as plantas de sua terra e sabem como manejá-las em cada situação de doença. É uma tradição oral, passada de geração para geração e adaptada em cada contexto. É um tradição de crenças e saberes em lugares onde médicos são escassos e, também, onde muito se desconfia da medicina tradicional.

Vila Élvio, Piedade-SP

Em Piedade, as história da dona Dita Gabié, a Guia do Matão, são muito conhecidas. Quando for ao Ronco, pergunte aos nossos colaboradores quem a conheceu ou ao menos já ouviu falar dela e do seu poder de cura. Quantas doenças do corpo e da alma ela curou!

Para visitá-la, os necessitados tinham que subir ladeiras íngremes mato adentro, pros lados da Vila Élvio, e dá lá saíam curados ou ao menos esperançosos de uma cura para seus males.

A força que move o poder de cura dessas mulheres é desconhecida. Seja pela fé, pelo conhecimento das plantas, seja por um chamado efeito placebo; fato é que já salvou muitas vidas. E por isso, queremos deixar aqui nosso testemunho de fé e a lembrança carinhosa que muitos colaboradores do Ronco carregam da dona Dita Gabié, a Guia do Matão.

Tradições e histórias

A figura que tradicionalmente chamamos de “caipira”, no centro-sul do Brasil, é uma forma híbrida de cultura europeia e matrizes indígenas (sobretudo tupis e guaranis).

(imagem: Caipira picando fumo: Almeida Junior, 1893)

A casa do caipira, muitas vezes vista como simples ou rústica, na verdade expressa um pragmatismo indígena: tenho o que posso carregar.

Por isso bancos, tamboretes, redes, esteiras eram tão mais comuns na casa do caipira do que grandes camas, com dosséis, armários e trocadores. A escolha dos materiais também se dava pela disponibilidade no ambiente: madeiras, fibras vegetais, barro, pimentos naturais.

Por fim, a figuração e a decoração sempre se remetiam ao mundo natural e suas referências: frutas e plantas, flores e animais da mata atlântica.

Assim, na composição da decoração e do mobiliário do Ronco do Bugio entraram peças que se remetem a esse universo caipira (algo colonial), como arcas e baús (usados antigamente nas viagens pelas estradas do interior), objetos de madeira, decorações que usam vastamente matérias primas rústicas e com uma figuração inspirada na natureza.

Entretanto, objetos indianos ou do extremo oriente também podem ser encontrados aqui e ali. A sintonia? Justamente no fato dessas culturas, apesar da distância geográfica, possuírem referências e relações com o mundo natural semelhantes, o que permite um diálogo dos objetos e da arte.

(Pesquisa e texto: Rodrigo Silva, fundador da Conceito Humanidades.

Depois da marvada…

Nossa degustação de cachaças separadas por tipo de madeira de armazenamento já é um sucesso. Então, é só se hospedar no Ronco e reservar a sua. Mas fique atento a algumas dicas essenciais ao se degustar a marvada!

O que você deve evitar:

1- Fazer trilha de bike pela mata!

2- Mergulhar na piscina de forma ousada!

3- Fazer selfies!

4- Deixar a garrafa de água longe de você!

5- Deixar seu pet na suíte!

Tomando esses pequenos cuidados, o resto a gente garante a diversão! Pode deixar que o nosso pessoal estará atento aos seus movimentos! 😉

Sustentável pra quê?

Nossa ideia inicial no Ronco do Bugio, de preservar a mata, o terreno, a fauna e a flora e apoiar a comunidade no entorno sempre nos guiou em todas as ações. Todos sabem que a maneira que o mundo se desenvolveu até hoje está esgotada e precisamos criar novas formas de atuar. Por isso, muitas iniciativas nos encaminham para esse novo mundo, e você pode conhecê-las na seção do site Nossas Crenças.

Mas hoje queremos falar de outros aspectos da sustentabilidade.

Sabia que após o 11 de setembro os parques de Nova Iorque registraram um recorte de visitantes? E que novos estudos mostram que estar em contato com a floresta diminui os níveis de estresse, ansiedade, depressão e ajudam a pacientes a se recuperarem mais rapidamente no pós-cirúrgico, e até mesmo com menor quantidade de analgésicos?

Isso não é mágica nem misticismo. O que seria então?

Bom, se levarmos em conta a linha do tempo do nosso planeta, nós estamos aqui há pouquíssimos anos. Se pensarmos então há quanto tempo saímos das matas e vivemos em cidade, esse tempo é risível. Se a Terra tivesse um século de vida, os seres humanos estariam construindo cidades e prédios há poucos segundos.

Parece que nosso corpo, nossa ancestralidade genética, andam sentindo falta de alguma coisa, não?

Trabalhamos muito no Ronco para que você possa finalmente relaxar e se sentir bem. Nosso sonho sempre foi transformar a hospedagem em uma experiência única e deliciosa. Mas também sabemos que a mata, simplesmente a presença da floresta, faz grande parte desse trabalho. É ela que, primeiramente, traz essa sensação de renovação, prazer e reconexão que você sente ao se hospedar aqui. E a ela somos gratos.

Então, ser sustentável para quê? Primeiro, porque parece que estamos adoecendo ao nos afastar de nossas raízes. E quando adoecemos, além de nos sentirmos péssimos, também não temos capacidade de pensar, trabalhar, amar. Enfim, não temos capacidade de continuar essa jornada que nossa espécie faz na Terra.

Ser sustentável para que possamos planejar e concretizar o presente e o futuro, para que possamos existir ainda e por muito tempo, como indivíduos e espécie.

Esperamos você aqui para se sentir assim, renovado, e para continuarmos essa conversa. Até mais!

Pro seu piquenique

Uma das novidade no Ronco do Bugio é seu piquenique na mata. Cercado pelas árvores e num espaço privativo, a gente preparou um banquete especial para você curtir uma tarde apenas conversando, comendo, bebendo e celebrando um momento simplesmente delicioso. E pra quem gosta de piquenique, ficamos aqui pensando em algumas coisas que você pode fazer durante seu momento de curtição. O que acha?

Um pedido especial!

Já pensou em pedir seu amor em casamento no meio da mata? Olha que já aconteceu por aqui, e parece que deu certo… Se precisar de ajuda nos preparativos da surpresa, conte com a gente! Aceita?

Pet piquenique!

Ok, você nem pensa em deixar seu pet esperando na suíte enquanto curte o piquenique, certo? Tudo bem, ele também é bem vindo aqui. Só garanta comida e água pro peludo, ou vai ter que dividir sua cesta de pães, frutas e, quem sabe, até bolo!

Let´s dance!

Que tal se soltar um pouco e arriscar uns passinhos protegido pelas matas? Pra quem gosta de dançar e se soltar, um piquenique é uma boa pedida! Não se preocupe, ninguém vai ficar espiando, pode se soltar!

Bom, a imaginação é sua. O resto a gente fornece: cestinha de pães, queijos, patês, frutas, bolo e um espumante ou vinho tinto. E você, o que mais consegue tirar da sua cesta de piquenique para incrementar esse momento?

Da horta à mesa

Para quem mora na cidade e está acostumado a ter todas as frutas e vegetais a hora que quiser, em qualquer estação, se esquece de que toda produção agrícola é sazonal, e que os cultivos tem mais sabor e nutrientes quando estão na época propícia.

Produtores empenhados em cultivar em terra fértil, buscando também uma agricultura o mais orgânica possível, fez da região de Piedade um cinturão verde responsável pela maioria dos produtos que chegam à São Paulo. Carne e laticínios, mel e cachaça, além de outros produtos, estão ganhando espaço. O Ronco do Bugio, além de incentivá-los, quer que vocês os conheça e sinta o sabor dos alimentos frescos.

Essa parceria com a região e seus habitantes tem gerado ao Ronco uma variedade de ingredientes de primeira linha, além de boas amizades e a renovada satisfação de ver Piedade continuar sendo um reduto caipira e agrícola tão perto das grandes cidades como Sorocaba, São Roque e mesmo São Paulo.

E o que é melhor: você, hóspede do Ronco, pode sentar à mesa e descobrir qual é o verdadeiro sabor de um tomate, de um rabanete, de uma cenoura…coisa que já não lembramos mais.

Como não podia ser diferente, agora também convidamos nossos hóspedes a viver a experiência de visitar um dos nossos fornecedores e entender todos seu processo de cultivo. Ao final da visita, com direito a lanche ou almoço, quem sabe você não se anima a levar uma cestinha de produtos para casa?

Ao voltar à pousada, não deixe de experimentar a Cachaça do Ronco, de produção local, envelhecida em barris de carvalho. E assim, ao final deste dia, você sentirá novamente o sabor dos ingredientes de verdade,cultivados por quem realmente entende do assunto: a gente da terra.

Turismo 4 Patas

Pensa num lugar onde a sua recepção é digna de uma majestade. Pensa que, durante a sua estadia, muitos mimos serão destinados a você. Pensou?! Agora multiplica isso por 2. Multiplicou?! Não, pera, ainda não acabou! Agora imagina todo esse tratamento VIP estendido também para o seu pet. SIM, o seu mascote não somente é aceito como seu companheiro nessa hospedagem, mas também é tratado como um rei.

Não, eu não estou sonhando, nem surtando. Nem você. Esse lugar petfriendly existe e se chama Ronco do Bugio – Pouso e Gastronomia.

Localizada no município de Piedade (SP), a cerca de 110km de distância da capital paulista, a pousada faz parte do seleto grupo de estabelecimentos do Roteiro de Charme e tem como principal proposta te desconectar do mundo lá fora e te colocar numa verdadeira imersão em meio à natureza, sem abrir mão do conforto, da experiência gastronômica e do requinte.

 
Pode morar aqui?

 

Conforto em todos os detalhes

 

Hospitalidade para humanos e animais
Kit para Hospedagem Pet

 

Espaço para explorar é o que não falta
Puite 11: nossa morada estilo caipira chique com quintal privativo

 

Pra relaxar
 

São 15 suítes, todas com estilo e estrutura exclusivos que promovem uma experiência singular de hospedagem com muito conforto e privacidade. Quase sempre, estão ocupadas por hóspedes acompanhados de seus mascotes.

Eu e a Alegria fomos convidadas a passar 24hs lá e aproveitarmos para reavaliar os critérios que levaram a Ronco do Bugio a receber o SELO PET FRIENDLY CATEGORIA SUPER PREMIUM da Turismo 4 Patas em 2013 e mantê-lo até hoje.

Ficamos hospedadas na suíte 11. Com cerca de 80m2, a estrutura e sua decoração super cuidadosa e original lembra as casas paulistanas de antigamente, fazendo com que o hóspede viaje no tempo e relembre  a época em que São Paulo era uma vila e a vida mais sossegada. Bom, como eu não sou nascida em São Paulo, não tenho muitas referências da tal época mas foi bem interessante ter contato com esses detalhes culturais. Detalhes, aliás, são o ponto forte no atendimento e nos serviços do Ronco do Bugio… A começar pelo aparelhinho que exala um cheirinho gostoso de citronela por todo o ambiente do quarto, a porçãozinha de mousse de chocolate deixada com uma cartinha de boas-vindas do chef e o kit pet que esperava a Alegria com toalhas, manta, biscoitos, saquinhos para dejetos, um lindo comedouro e container para armazenar a sua alimentação, se necessário. Lá fora, um quintal delicioso e totalmente cercado para que pudéssemos desfrutar de mais momentos de relaxamento juntas.

Todas as suítes possuem quintais cercados para segurança dos pets. E eles, os hóspedes pets, são considerados em cada cuidado, em cada espaço em cada serviço. Podem circular livremente por toda a gigantesca área verde do hotel, exceto em áreas comuns como dentro do restaurante ou na piscina dos humanos. Mas, podem acompanhar seus tutores durante as refeições, em um dos salões ou nas mesas que ficam na gostosa varanda. E sempre recebem um mimo (mais um!). Em uma das minhas refeições, Alegria ganhou um potinho com água e pedrinhas de gelo e, no café da manhã, uma porção de frutas cortadinhas só para ela.

Agua fresquinha e rede na sombra
São Francisco dá as boas-vindas e toda a decoração também

 

Slow e confort food: pra comer com a boca e os olhos

 

Até a Alegria ganhou refeições

 

Sim, eles nos acompanham à mesa

Um dos lados do deck da piscina humana é pet friendly e seu mascote pode ficar do seu ladinho enquanto você curte um banho de sol ou uma leitura na espreguiçadeira. Mas se ele quiser nadar, é só passar pelo portãozinho de madeira ali próximo e encontrarão uma piscininha natural só para os pets!! Não é demais?! Se vocês derem sorte, como nós, ainda poderão encontrar a Flor, uma simpática Golden Retriever, que, em alguns finais de semana, faz as honras da casa como mascote do hotel.

Da piscina para a experiência gastronômica, no restaurante do Ronco (que também atende ao público externo, mediante reserva), a culinária alia técnicas contemporâneas ao estilo slow e confort food que traz à nossa mesa pratos deliciosos e lindos. Para comer com a boca e os olhos. Não teve um prato que eu pedisse que repetisse a decoração. E os sabores… hummmm.

 
Piscina para humanos com deck pet friendly

 

Deck Pet Friendly
Piscina natural exclusiva para os pets
A mascote, Flor, fez as honras da casa. Ou melhor, da piscina.

Bom, mas e a parte da aventura, Larissa?! Claro que não poderia ficar de fora. Teve aventura, sim!

Você pode escolher uma das diversas trilhas que percorrem a mata Atlântica, desde o roteiro de meia hora até uma pequena cachoeira até três horas de duração. Pode escolher ir a pé ou de bike. Como quiser. Há sempre um guia a postos para te acompanhar.

Fizemos uma trilha de aproximadamente 3 horas, no total, onde passamos por trechos de mata fechada, fizemos uma parada na cachoeira e seguimos até o mirante. No caminho, uma pausa para contribuirmos com uma das muitas ações de sustentabilidade que o Ronco do Bugio mantém para minimizar o impacto ambiental.  O projeto de neutralização do carbono, foi referenciado pela ONU como uma das melhores práticas no turismo sustentável e propõe aos hóspedes plantarem uma árvore como forma de neutralizar a sua estadia. Com isso, muitos trechos da mata local já foram reflorestados. Nós plantamos o nosso pé de Pitanga.

Trilha e Plantio de árvore

 

Simbora

 

Cachoeira

 

 

Mais trilha!

 

Alguns desafios de leve…para chegar na melhor parte
 
Mirante!!!
Curtindo o visual com nosso guia e companheiros de aventura!
 

A trilha pode ser considerada de nível intermediário. Não é longa mas é de terreno irregular e com muitas inclinações, por isso, talvez não indicada para todas as pessoas e pets. Avalie antes se você e o seu mascote possuem resistência e capacidade física. Do contrário, desfrutem dos muitos outros espaços disponíveis para caminhadas em meio à natureza. Nós conseguimos chegar até o mirante e fomos presenteadas com um visual deslumbrante. Valeu a pena, mas custou um pouquinho.

De lá de cima, conseguimos ter a real idéia da essência desse lugar. A acolhida está em todas as suas formas. Na maneira como a mata abraça as construções da propriedade; na forma como os animais convivem pacificamente, sejam os moradores locais ou os visitantes pets; no cuidado em preservar e recuperar a natureza; no respeito ao utilizar os recursos naturais que são empregados nos materiais de higiene e limpeza, na decoração ou no preparo dos alimentos; no fomento da empregabilidade na região; no carinho dispensado aos seus hóspedes, humanos e caninos. É a hospitalidade petfriendly no nível máximo. Categoria Super Premium com louvor. 😉

Para voltar pra casa com esse visual na lembrança.
 
 Larissa Rios
Turismóloga, Fundadora da Turismo 4 Patas e especialista em Hospitalidade
Animal
EXPEDIÇÃO
PET FRIENDLY T4P
Agradecimento: Ronco do Bugio – Pouso e
Gastronomia
Apoios:
Dog´S Care, Pet Delicia, Preserva Mundi
Patrocínio:
Megamazon
 
 
 
 
 
VEJA NOSSO VÍDEO
 
 

Viajar com pets!

O Ronco adora pets, e por isso se tornou uma pousada referência em turismo Pet Friendly. Nós sabemos o quanto pode ser divertido viajar com seu melhor amigo e ver todas as reações dele nessa jornada. Hoje, escolhemos demonstrar como é inesquecível acompanhar cada passo do seu pet durante essa aventura.

1. Ver seu bichinho tentado se enfiar na mala de qualquer jeito: “Você só sai daqui comigo!”

2. Momento road movie: lá vai ele acompanhando tudo pela janela, bolando mil histórias na cabecinha!

3. Cara de quem precisa de um pit stop: “Se você não parar agora, seu carro vai precisar de uma lavagem extra!

4. “Já chegou?”: quando o carro se aproxima da chegada, e todos ficam animados, dê uma olhada para o banco traseiro e vai ver um peludo entre ansioso e aborrecido, louco para descer do carro.

5. “Vamos morar aqui?”: há quanto tempo você não via o seu pet tão feliz e curioso, correndo e investigando cada pedacinho novo de chão.

6. “Nossa, tem tigela, cobertor, biscoito e uma piscina só para mim?”: bom, isso é só no Ronco mesmo!

7. Fim de dia dos anjos: seu pet está acabado de tanta diversão, vai dormir como criança com aquela cara de “Me deixem em paz”.

8. Hora de ir embora: e quem é que consegue colocar o bichinho de volta no carro?!

9. Depressão pós-férias: estão todos de volta… mas olha cara dele: “Por que a gente tinha que voltar?”

Karina Oliani no Ronco

Um refúgio em sintonia com a natureza

texto originalmente publicado em Viajando com Karina Oliani, pelo jornal Estadão

http://viagem.estadao.com.br/blogs/viajando-com-karina-oliani/

26 Janeiro 2018 | 10h31

RONCO DO BUGIO

A cerca de 100 km da agitada capital paulista, uma pousada mostra que charme, hoje em dia, é ser ecologicamente correto.

Em meio a uma área de mata preservada da serra de Paranapiacaba se encontra a pousada Ronco do Bugio. Tudo começou quando o proprietário do local, José Luiz Majolo, motivado por um sonho iniciou a construção em 2002.

O INÍCIO

 “Meu pai tinha o propósito de conservar os animais que estavam sendo caçados e dizimados e a floresta que estava sendo desmatada. Mas ele só conseguiria fazer isso se desse um sentido econômico e se ajudasse a desenvolver o entorno da sua propriedade e a vida das pessoas que ali habitam. Por isso a nossa pousada tinha que ser sustentável desde sua concepção”, conta Gabriela Majolo, filha e atualmente a administradora do Ronco.

Em fevereiro de 2003 foram inauguradas as 7 primeiras suítes e a casa principal. A rapidez da obra se deve a equipe de empreiteiros especializados em construção com material de demolição. José Luiz foi até Minas Gerais para adquirir esse material específico de fazendas mineiras demolidas e com ele optou por construir os chalés em áreas que já estavam desmatadas.

Gabriela conta que na época da construção seu pai era banqueiro e não tinha muito tempo para acompanhar de perto a obra, por isso, quem se encarregou do paisagismo e da decoração do Ronco foi sua mãe, Fátima Majolo.

As suítes não necessariamente seguem nenhum padrão, de construção previamente estabelecidos, nem de decoração ou tamanho, justamente porque obedecem a outros critérios, ecologicamente exemplares.

Posteriormente, as outras 8 suítes, de 8 a 15, foram sendo construídas a medida que José Luiz achava o material de demolição. Eles sentavam, analisavam o que tinham e então iam planejando e desenhando uma nova suíte. Então cada espaço é único e personalizado, tem um para agradar cada gosto.

POUSADA SUSTENTÁVEL

Por todo esse cuidado, a Ronco do Bugio ganhou o Prêmio da ONU de melhores práticas do Turismo sustentável mundial. Com o auxílio da Certificadora You Go Green, foi criado o Projeto Ronco Zero, que neutraliza o carbono emitido durante a estada de um casal.

Ou seja, se 1 a cada 2 hospedes concordarem em fazer uma linda trilha na mata Atlântica, pode-se zerar os danos do carbono lançado na atmosfera. E é claro que eu e o Marcelo compramos a ideia e decidimos plantar 4, ao invés de 1 árvore.

A caminhada é uma delícia e dura cerca de 1h. Logo chegamos a uma clareira em meio a mata e fizemos a nossa contribuição pra reflorestar esse lugar plantando um Ipê branco, um amarelo, um roxo e uma Pitangueira.

Depois, queríamos continuar respirando ar puro e o Marcos Vinicius, funcionário da pousada que nasceu na região, nos guiou até o ponto mais alto, onde ficamos em pé nessa pedra linda para apreciar a vista que, honestamente, nos transportou para algum lugar no meio da Amazônia. Quem prefere as 2 rodas ao invés da caminhada pode também pegar uma bicicleta (disponível em frente a recepção da pousada) e passear pelas trilhas da serra ou conhecer a região de Piedade, como a Vila Élvio, que possui a aparência de um vilarejo europeu.

CULINÁRIA NATURAL

Na volta, a fome era grande e a culinária do local se utiliza dos melhores produtos da região, todos naturais e orgânicos. Até na cozinha existe o cuidado com a sustentabilidade. O objetivo é realizar pratos deliciosos com o sabor do interior. A seleção de vinhos e cachaças atrai a muitos, e com razão! Todos os pratos que experimentamos na nossa estada estavam deliciosos.

O charme rústico e o conforto da suíte 7 nos chamava de volta. Um banho de banheira com sais marinhos e depois deitar na varanda para ouvir o ronco dos bugios pareceu perfeito pro descanso. Acordamos e fomos presenteados com um convidativo bilhete acompanhado por um brigadeiro gourmet maravilhoso.

 

E para quem quer levar seu pet, o Ronco do Bugio te encoraja a viajar com seu parceiro fiel. E vai receber vocês com todo o carinho e estrutura, até com uma piscina especial para eles.

O tratamento e o carinho que recebemos realmente condizem com o lema dos donos: receber, acolher e cuidar, eis a essência da hospitalidade. Fica a dica desse lugar especial que a gente amou e espera voltar em breve.